10 Melhores maiores filmes do cinema

Depois da notícia divulgada no portal de cinema Cineclick comentando a respeito da exibição de uma versão de 4 horas de duração de Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge para os executivos do estúdio Warner, o Cinema com Crítica aceitou o desafio de elaborar uma lista dos 10 melhores maiores filmes do cinema. Para tanto, pensamos em títulos com mais de 3 horas de duração que, poderiam fazer os espectadores bocejar no cinema, mas conseguiram mesmo foi gravar seu nome na história do cinema. 
10. Era uma vez na América (1984) – 3 h 49 min.
O nome de Sergio Leone está associado a alguns dos mais importantes faroestes do cinema, como a trilogia dos dólares estrelada por Clint Eastwood e Era uma vez no Oeste. Assim, a sua transição para o cinema de gângster veio cercada de expectativas cumpridas neste épico que acompanha a vida criminosa de David ‘Noodles’ Aaronson desde a juventude durante a Lei Seca norte-americana até o regresso à Nova York. Destaque para a presença da jovem e linda Jennifer Connelly.
9. Guerra e Paz (1967) – 6 h 41 min.
Baseado na obra do escritor russo Leo Tolstoy, este é um dos esforços cinematográficos mais impressionantes da história acompanhando o desenrolar do romance entre os aristocratas Natasha Rostova e Pierre Bezukhov e os eventos durante a invasão de Napoleão na Rússia em 1812. Com diferentes versões – a maior com mais de 7 horas de duração – foi vencedor do Oscar de melhor filme estrangeiro e é reputado como o filme mais caro já feito no cinema (ajustado pela inflação, seu custo ultrapassaria US$ 700 milhões). Há também uma versão, inferior, norte-americana, estrelada por Audrey Hepburn.

8. Cleópatra (1963) – 3 h 12 min
Embora a princípio não tão extenso, a história da rainha egípcia Cleópatra tem tantas versões que fica difícil manter o registro (a do diretor tem 5 horas e 20 minutos). Uma das produções mais caras da história e de um apuro impressionante em reconstituição do império Egípcio e Romano, o filme acompanha o triunfo e decadência da personagem título e seu envolvimento amoroso com Júlio César e Marco Antônio. E tinha também uma deslumbrante Elizabeth Taylor no papel principal que dispensa comentários.
7. E o vento levou… (1939) – 3 h 58 min
Um dos maiores clássicos do cinema norte-americano, o melodramático romance de Scarlett O’Hara (Vivien Leigh) e Rhett Butler (Clark Gable) durante a guerra civil conquistou gerações exibida (com cortes) na programação noturna das redes de televisão. E, mesmo que você não saiba do que se trata o filme, ao menos sabe que Scarlet, com Deus por sua testemunha, nunca mais sentirá fome novamente.
6. Lawrence da Arábia (1962) – 3 h 36 min
Se você pensasse em épicos, você deveria cogitar David Lean. Diretor de grandes filmes como Doutor Jivago, o cineasta conta, através de flashbacks, a história do oficial britânico interpretado por Peter O’Toole, Lawrence do título, ruminando no deserto árabe durante o início do século XX. Vencedor de 7 Oscars que, em breve, será analisado no Cinema com Crítica!
5. O Senhor dos Anéis: O retorno do rei (2003) – 3 h 21 min
Último episódio da épica trilogia do anel de Peter Jackson e vencedor de 11 Oscars, este é muito mais um filme de 10 horas dividido em três partes do que um episódio apartado. Filmado concomitantemente com os demais (A sociedade do anel e As duas torres), ele é um evento cinematográfico maiúsculo e ousado cuja saudade, felizmente, será revisitada no final do ano quando revisitarmos a terra média em O Hobbit!
4. Os 10 Mandamentos (1956) – 3 h 40 min
Se David Lean é um dos mestres do cinema épico, Charlton Heston um dos nomes favoritos. Interpretando o príncipe Moisés na clássica história Bíblica, o filme de Cecil B. DeMille tem fãs ardorosos e críticos implacáveis. Eu, por óbvio, coloco-me no primeiro grupo.
3. Ben-Hur (1959) – 3 h 32 min
Três anos depois de interpretar Moisés, Charlton Heston interpreta um personagem muito próximo do cultuado Gladiador, um judeu próspero enviado para ser escravo pelo antigo amigo Messala e que promete vingança contra ele e o império romano em Jerusalém. Obra-prima vencedora de 11 Oscars.
2. Os Sete Samurais (1954) – 3 h 37 min
Um amigo certa vez me falou que se Akira Kurosawa houvesse nascido nos Estados Unidos ele seria reconhecido o maior diretor da história do cinema. Concessões a parte, não deixa de ser parcialmente verdadeira a afirmação, e se há preconceito com o cinema fora do eixo norte-americano hoje, imagine há 60 anos atrás. De toda forma, este não apenas é um filme obrigatório para todo cinéfilo como o ápice da carreira do maior cineasta japonês. Um indiscutível marco cinematográfico.
1. O Poderoso Chefão: Parte II (1974) – 3 h 20 min
Para muitos, o maior filme da história do cinema, a trajetória da família Corleone nesta segunda parte acompanha a expansão do império criminoso agora nas mãos do padrinho Michael e, simultaneamente revive o início do século XX para apresentar a juventude de Vito, interpretado por Marlon Brando na Parte I, na Sicília. Com interpretações soberbas de Al Pacino e Robert De Niro e a trilha sonora característica de Nino Rota, não há filme melhor e maior no cinema do que este!
Próximo

Grandes Diretores: François Truffaut

François Truffaut nos sets de A Noite AmericanaA vida tem um senso de humor curioso e basta uma discreta olhadela na vida de François Truffaut para compreender isto. Abandonado pelo ... Read more

Anterior

Previsões para o Oscar 2012

A seguem, as minhas apostas e alguns breves comentários sobre o prêmio mais famoso da indústria cinematográfica a ser realizado amanhã, 26 de Fevereiro.Melhor filmeOs DescendentesA Árvore da VidaHistórias CruzadasA ... Read more

11 Comments on “10 Melhores maiores filmes do cinema”

  1. Parabens pela lista, Marcio.

    Duas informações extras para voce: A versão do diretor de "Dança com Lobos" possui 4h05min de duração e "O Retorno do Rei – Versão Extendida" cerca de 4h20min. Os dois foram exibidos nos cinemas (o Senhor dos Aneis apenas nos EUA).

  2. shame on me. só assisti aos "principais" as obras-primas de coppola e jackson, tenho em casa lawrence e … e o vento levou, mas por algum motivo nunca conferi, rs. o farei em breve!

  3. Márcio não sei vc conhece o cinema indiano ,mas aqui vai um filme que pode ter certeza vale a pena assistir chama-se Jodhaa Akbar o filme tem inacreditaveis 3:15 Min , que pro padrão do cinema ocidental é gigantesco ,mas em nenhum momento vc sente o tempo.
    vou colocar aqui o link do IMDB pra vc dar uma olhada ,está em inglês,e tem o filme completo no Youtube , se tiver a oportunidade de assista e depois compartilhe aqui no blog ou no filmow o que achou ,um abraço
    http://www.imdb.com/title/tt0449994/

  4. Justíssima a lista. Entretanto, mudaria alguns filmes de lugar – colocaria Lawrence da Arábia como um dos primeiros, por exemplo (e já aguardo ansiosamente sua resenha!). Os dois primeiros deixaria exatamente assim. Ambos encontram-se no meu TOP 5 (embora não saiba definir qual Poderoso Chefão é o melhor, portanto, muda constantemente).

  5. Ótima lista. Tais filmes provaram a teoria de Alfred Hitchcock errada. De que filmes devem ser feitos com o tempo de duração correspondente a bexiga humana.Obviamente ele falava sobre exibições no cinema e não contava com o advento do home cinema. Uma sugestão: os melhores maiores filmes em variados gêneros, aonde poderiam constar filmes de guerra como a versão de Apocalypse Now Redux (3h22min.), filmes cult como Scarface (2h50min.) ou Império dos Sonhos (3h.), faroestes como Era uma Vez no Oeste (2h55min.) e até mesmo filmes heróis.
    P.S.: A versão de Cleópatra que assisti tinha 4h08min.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *