Crítica: O Candidato Honesto

O Brasil detém uma das filmografias mais invejáveis do mundo inteiro, com variedade de gêneros e estilos executados com competência por nossos autores, mas a comédia, logo ela, é nosso ponto fraco. Confesso inclusive evitar certas produções do gênero, ciente de que isto soe como arrogância discriminatória vindo de um crítico de cinema. Porém depois de assistir a mais vezes do que desejável o trailer deste O Candidato Honesto, eu, como crítico e cidadão, precisava saber onde estavam com a cabeça o roteirista Paulo Cursino e o diretor Roberto Santucci (de Até que a Sorte nos Separe 1 e 2, De Pernas para o Ar 1 e 2 e Odeio o Dia dos Namorados, a única comédia do diretor de que gosto) quando copiaram a premissa do divertidíssimo O Mentiroso, estrelado por Jim Carey.
Leia na crítica no Em Cartaz.
Próximo

Os melhores filmes de Matt Damon

Bastante querido em Hollywood, Matt Damon completa hoje, 8 de outubro, 44 anos. Com seu jeito pacato e aparência de garotão, ele atuou para grandes diretores como Martin Scorsese, Steven ... Read more

Anterior

Novo Blog

Leitores, há cerca de 1 ano, fui convidado para escrever para o portal de maior audiência de São Luís, o iMirante, e montamos o Em Cartaz, blog de cinema que ... Read more

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *