Editorial | Minhas Apostas do Oscar 2017

5

Não há mistério em apostar no Oscar: existem jornalistas epecializados na cobertura da premiação que passam semanas monitorando quem está em alta ou em baixa e termômetros bastante confiáveis, na forma dos prêmios dos Sindicatos ou do BAFTA, para ajudar-nos a, se não gabaritar todos os 24 prêmios, ao menos ser aprovado com uma nota que fará os amigos pensaram que somos experts. Então saibam que eu sou tão capaz de prever os vencedores da noite de gala do cinema quanto vocês são. Dito isto, minhas apostas para este ano:

Melhor Filme
Quem vencerá: La La Land. Curiosidade: o último musical a vencer a categoria foi Chicago, na cerimônia de 2003.
Meu favorito: A Chegada ou Moonlight – Sob a Luz do Luar.

Melhor Diretor
Quem vencerá: Damien Chazelle, La La Land. Aos 32 anos, Chazelle será o diretor mais moleque a vencer a categoria (Norman Taurog, também aos 32 anos, venceu por Skippy, mas era meses mais velho que Chazelle).
Meu favorito: Dennis Villeneuve, A Chegada.

Melhor Ator
Quem vencerá: Denzel Washington, Um Limite entre Nós. Somente Jack Nicholson, Daniel Day-Lewis e Walter Brennan têm 3 prêmios de melhor atuação (protagonista ou coadjuvante) em casa.
Meu favorito: Casey AffleckManchester à Beira-Mar.

Melhor Atriz
Quem vencerá: Emma Stone, La La Land.
Meu favorito: Amy Adams, A Chegada (sequer indicada) e Isabelle Huppert, Elle.

Melhor Ator Coadjuvante
Quem vencerá: Mahersala Ali, Moonlight – Sob a Luz do Luar.
Meu favorito: Mahersala Ali, Moonlight – Sob a Luz do Luar.

Melhor Atriz Coadjuvante
Quem vencerá: Viola Davis, Um Limite entre Nós. Narrativamente, Viola não é coadjuvante, e sim co-protagonista. Mas, como ocorreu ano passado com Alicia Vikander, o estúdio achou que a atriz tinha mais chances nesta categoria e não arriscou. Bobearam: Viola venceria Emma Stone e, possivelmente, os 4 vencedores em atuação seriam afro-americanos.
Meu favorito: Viola Davis, Um Limite entre Nós.

Melhor Roteiro Original
Quem vencerá: Manchester à Beira-Mar.
Meu favorito: O Lagosta.

Melhor Roteiro Adaptado
Quem vencerá: Moonlight – Sob a Luz do Luar.
Meu favorito: A Chegada.

Melhor Animação
Quem vencerá: Zootopia. Nos últimos 10 anos, a Disney / Pixar apenas não saiu vitoriosa em 2011 com a vitória de Rango.
Meu favorito: A Tartaruga Vermelha.

Melhor Documentário
Quem vencerá: O. J. Made in America.
Meu favorito: O. J. Made in America.

Melhor Filme Estrangeiro
Quem vencerá: Toni Erdmann. Muito se fala em premiar O Apartamento, seria uma declaração de repúdio à política imigratória de Donald Trump e um gesto de simpatia ao diretor iraniano Asghar Farhadi, que não estará presente na cerimônia. (Não assisti a Tanna).
Meu favorito: Toni Erdmann.

Melhor Fotografia
Quem vencerá: La La Land.
Meu favorito: Moonlight – Sob a Luz do Luar A Chegada. (Não assisti a Silêncio).

Melhor Montagem
Quem vencerá: La La Land. O montador Tom Cross venceu o Oscar de Melhor Montagem em 2015 com Whiplash, também dirigido por Damien Chazelle.
Meu favorito: A Chegada.

Melhor Trilha Sonora
Quem vencerá: La La Land. Mica Levi, apelidada de Micachu e autora da trilha sonora de JackieSob a Pele, é a primeira mulher desde Rachel Portman por Chocolate, na cerimônia de 2000, a ser indicada ao prêmio da categoria.
Meu favorito: Jackie.

Melhor Canção Original
Quem vencerá: City of StarsLa La Land.
Meu favorito: Audition (The Fools Who Dream), La La Land.

Melhor Design de Produção
Quem vencerá: La La Land.
Meu favorito: Ave, César!.

Melhor Maquiagem e Penteados
Quem vencerá: Star Trek Beyond.
Meu favorito: Um Homem Chamado Ove.

Melhor Figurino
Quem vencerá: Jackie.
Meu favorito: Jackie.

Melhor Edição de Som
Quem vencerá: Até o Último Homem.
Meu favorito: Até o Último Homem.

Melhor Mixagem de Som
Quem vencerá: Até o Último Homem.
Meu favorito: A Chegada.

Melhor Efeitos Visuais
Quem vencerá: Mogli: O Menino Lobo.
Meu favorito: Mogli: O Menino Lobo.

Melhor Curta-Metragem
Quem vencerá: La Femme et Le TGV.

Melhor Curta-Metragem – Animação
Quem vencerá: Piper.

Melhor Curta-Metragem – Documentário
Quem vencerá: Os Capacetes Brancos (The White Helmets).

Anterior
Deadpool

Editorial | A Crítica é Subjetiva, sim!

Esta semana, no meu perfil do Instagram (@cinemacomcritica), um leitor comentou haver detestado a minha crítica de Passageiros e utilizou o argumento de que o texto “restringe-se ao ponto de vista, levando em ... Read more

Posts Relacionados

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *