Lista | Os Piores Filmes de 2017

Featured image blog (1)

Chega aquele momento em que a crítica passa a ser espaço de sarcasmo e bom humor, a melhor maneira para lidar com os piores filmes exibidos, comercialmente, nos cinemas brasileiros ou em plataformas de vídeo por demanda (Netflix, Net Now etc) em 2017. Preparados?

10- #Screamers

Doutores das universidade de Harvard, Yale e MIT, reunidos durante um final de semana, idealizaram o roteiro de um terror inspirado nos vídeos screamers que circulam nos grupos de WhatsApp, em que o espectador atento à aparentemente ingenuidade desses é surpreendido por um grito estridente e/ou uma imagem monstruosa e fantasmagórica. A ideia original já é estúpida; o formato, de fita encontrada, ainda pior. Ao menos o resultado serve de evidência contrária para quem mede o gênero terror pela quantidade de jump scares.

#Screamers

9- Baywatch: S. O. S. Malibu

Posso enxergar um fundo, bem longínquo, no poço de carisma e irreverência de Dwayne Johnson no reboot da série televisiva do final dos anos 80, e devemos ficar confortáveis porque esse brutamontes que tanto amamos é também um ser humano. A ideia era até interessante: repetir o sucesso do divertido e politicamente incorreto de Anjos da Lei. Mas a execução é pífia, grosseira na comédia e inerte na ação.

Baywatch: S. O. S. Malibu

8- Pica-Pau: O Filme

Só mesmo muita terapia para me recuperar após assistir a este personagem, que venerava na infância, transformar-se em uma produção pastelão, bocó, mal-atuada e lotada de propagandas, que julga ser uma boa ideia converter o inconsequente, insano e politicamente incorreto pássaro ao moralismo contemporâneo. Pode ser bom, entretanto, para ajudar no cochilo de recém-nascidos.

Pica-Pau

7- Emoji: O Filme

Mais um produto para que a máquina de dinheiro de Hollywood permaneça devorando o salário suado de pais, implicitamente obrigados a levar os filhos ao cinema e consumir os produtos derivados, do que arte propriamente dito, esta animação recicla Detona RalphDivertida MenteUma Aventura Lego etc descaradamente e nem entende bem as alternativas do roteiro ou a mensagem defendida. Talvez porque esta não esteja escrita em emoticons, né?

Emoji: O Filme

6- Transformers: O Último Cavaleiro

Tão sem inspiração que precisa reeditar o clímax de Transformers 2 (disparado o pior da franquia), esta sequência é inchada, repleta de personagens e subtramas descartáveis e a narrativa poderia iniciar, sem brincadeira, a partir da primeira hora sem prejuízo à trama. Que é uma colcha de retalhos que vai do fundo do mar ao espaço, regurgita a Segunda Guerra Mundial e os Cavaleiros da Távola Redonda, além de repetir o recurso do herói hipnotizado que vira vilão. Minha surpresa é a de haver filmes piores do que este no ano.

7

5- Polícia Federal – A Lei é Para Todos

Como thriller de ação, é de segunda categoria: com direção, decupagem e montagem ruins que não evoluíram nada desde Assalto ao Banco Central, diálogos mal-escritos e demasiadamente didáticos com justificativas superficiais para questões abrangentes e personagens caricaturais, como a repórter de um blog de esquerda e o ex-presidente Lula. Para piorar, não é fidedigno mesmo para quem só acompanhava as manchetes de jornais impressos e televisivos, e não em prol da licença dramática, e sim do seu teor propagandista. Mas, claro, que há quem defenda pretensamente confundindo a importância da Operação Lava-Jato com os deméritos da obra cinematográfica.

Polícia Federal - A Lei é Para Todos

4- A Filosofia na Alcova

A arte não precisa inspirar, enaltecer, engrandecer; seu papel pode ser justamente o oposto. Porém, o choque desta adaptação da obra de Marquês de Sade é reprovável, não por conta da sexualidade explícita e da terminologia suja e injuriosa que herdou, e sim pela contemporização do sexo covarde e não consentido, que seus personagens julgam estar escondido esperando desabrochar a força, como desculpa para sua mensagem de rompimento com a moral e os bons costumes.

A Filosofia na Alcova

3- Extraordinary: The Stan Romanek Story

Embora seja de 2013, este “documentário” apenas chegou ao Brasil neste ano pela Netflix, alegadamente com provas irrefutáveis da existência de extraterrestres e a formulação da teoria da conspiração envolvendo Stan Romanek, autointitulado Senhor das Estrelas. A experiência é uma das piores que já tive! Estruturada como um episódio ruim de Globo Repórter, a narrativa caça depoimentos de Stan, familiares e de “especialistas” e exibe provas facilmente simuláveis deste conto da carochinha que se envolveu o Nicolas Cage-ish da vez.

Extraordinary

2- Cinquenta Tons mais Escuros

Permaneço sem compreender o fascínio que o relacionamento entre Christian Grey e Anastasia Steele (que nomes cafonas), já que não há química entre os atores, as cenas de sexo são caretas e tiradas de uma produção esquecida do cinema erótico-B e o roteiro é péssimo e indefensável na construção dos personagens e dos conflitos dramáticos. Em síntese, uma história sobre duas pessoas que conversam, vão pra cama praticar BDSM, brigam por algo qualquer e reatam o relacionamento. Começa tudo de novo.

Cinquenta Tons mais Escuros

1- Resident Evil 6: O Capítulo Final

Nenhum dos episódios anteriores era memorável o bastante para que eu recordasse das reviravoltas da trama, mas este capítulo final (ufa!) é inesquecível de tão desastroso que é. Uma obra anti-cinematográfica que sente prazer em inviabilizar a componente visual da arte, já que é impossível discernir o que acontece em cenas de ação com mais cortes por segundo do que sequências. Uma verdadeira tortura paga ao custo do 3D.

Resident Evil 6

É, mas não acabou, a seguir, em ordem alfabética, outras 25 produções de que eu fugiria, se fosse você.

7 Desejos
Agente muito Louca, Uma
Além da Morte
Amityville: O Despertar
Boneco de Neve
Chamado 3, O
Comédia Divina, A
Como se Tornar o Pior Aluno da Escola
Dominação
Fica Comigo
Gostosas, Lindas e Sexies
Internet – O Filme
Livro de Henry, O
Meu Malvado Favorito 3
Ninguém Entra, Ninguém Sai
Noite é Delas, A
Paixão Obsessiva
Penetras 2: Quem dá Mais?, Os
Rei Arthur – A Lenda da Espada
Sono Mortal
Tal Mãe, Tal Filha
Tempestade – Planeta em fúria
Torre Negra, A
Triplo X: O Retorno de Xander Cage
Versões de um Crime


Próximo
Featured image blog

Lista | Os Melhores Filmes de 2017

Para coroar este ano em que assisti a 594 filmes (acesse meu Letterboxd e confira a lista completa), os melhores filmes exibidos, comercialmente, nos cinemas brasileiros ou em plataformas de vídeo por demanda ... Read more

Anterior
jlaw

Lista | As 10 Melhores Atrizes de 2017

Na sequência, a lista dos 10 melhores atrizes em filmes exibidos comercialmente, nos cinemas brasileiros ou em plataformas de vídeo por demanda (Netflix, Net Now etc) em 2017. Esta é a razão por ... Read more

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *