Agradecimentos, Números e Estatísticas de 2011

2011 foi um ótimo ano para esse pequenino espaço de críticas e discussões cinéfilas ludovicense. Novos desafios surgiram, e exigiram coragem e motivação para manter o blog em atividade mesmo quando as vezes os passos dados são mais lentos que aqueles sonhados. No entanto, embora à deriva, alguns ilustres desconhecidos, e agora amigos, não hesitam em estender as mãos. Por isso, agradeço primeiramente ao motor cinéfilo maranhense, como o cineasta Frederico Machado da Lume Filmes, Raffaele Petrini que este ano enfrentou poucas e boas para vencer a censura de Um Filme Sérvio, o estudante de audiovisual e futuro grande cineasta Marcos Ponts, o amigo Joari Carvalho os blogueiros Dave Coelho e Brenno Bezerra, dentre outros.
Ao redor da blogosfera foi um ano extremamente produtivo com a formação do corpo de jurados do Cinebulição do amigo Luiz Santiago e das frutíferas colaborações com aquele espaço, como no recente especial do cinema Russo, e estabelecimento de boas e, espero, permanentes amizades, com talentosos jovens críticos, tais como João Marcos Flores do Pipoca dos Outros, Eduardo Monteiro do Cinema sem Erros, a turma do Lumi 7, Matheus Fragata do Bastidores, dentre muitos outros e desculpem-me se não recordei ou inclui o nome de vocês, todos aqueles blogs ali do ladinho são ótimas recomendações de leitura. Nesse 2011, o Cinema com Crítica amadureceu um pouquinho mais e pode dar seus primeiros passos mais profissionais, com a admissão na Sociedade Brasileira de Blogueiros Cinéfilos ou o aceite das críticas no iMDb, o mais importante banco de dados de cinema.

Evitando maiores delongas, 2011 foi um ano de transformação de um cinéfilo apaixonado para crítico em formação com seu inseparável bloco de anotações a tiracolo (antigamente era um celular no modo avião e com brilho mínimo da tela, mas essa tentativa mostrou-se frustrada, para deleite das pessoas na poltrona do lado). Dessa forma, do aprendizado no Festival Varillux de Cinema Francês ao orgulho de abraçar o Festival Internacional Lume de Cinema em São Luís/MA, o Cinema com Crítica viajou para São Paulo, acompanhar a famosa Mostra de Cinema que, apesar dos pesares, rendeu 52 críticas ao longo de 13 dias, um feito admirável reproduzido neste artigo e que pode ser acompanhado no menu Festivais.
Obrigado aos que participaram, visitaram, comentaram e apresentaram sugestões, críticas e opiniões. Depois do meu discurso de agradecimento, que certamente seria interrompido na segunda linha por uma irritante música no Oscar, vamos ao que interessa. A lista dos melhores e piores filmes que estrearam comercialmente nos cinemas do Brasil em 2011.
Melhores de 2011
1. Melancolia
2. Meia Noite em Paris
3. Cisne Negro
4. O Palhaço
5. Tudo pelo Poder
6. X-Men: Primeira Classe
7. Submarino
8. Os Nomes do Amor
9. O Vencedor
10. Contra o Tempo
Menções honrosas: Biutiful, Cópia Fiel, Lixo Extraordinário, Incêndios, Em um Mundo Melhor, Abutres e Caverna dos Sonhos Esquecidos. Nas locadoras, porém impossíveis de deixar de fora: A Minha Versão do Amor, Toda Forma de Amor e Reino Animal. Finalmente, Árvore da Vida, filme que adoro, embora não o julgue a obra-prima aclamada e adorada por muitos.
Piores de 2011
1. 11-11-11
2. Apollo 18: A Missão Proibida
3. Entrando numa Fria maior ainda com a Família
4. Sem Saída
5. A Fera
6. Vovó… Zona 3: Tal Pai, Tal Filho
7. Os Três Mosqueteiros
8. Caça as Bruxas
9. A Garota da Capa Vermelha
10. Dylan Dog e as Criaturas da Noite
Menções desonrosas: Assalto ao Banco Central, Cilada.com, Conan, O Bárbaro, Velozes e Furiosos 5: Operação Rio, Lanterna Verde, As Viagens de Gulliver, Eu sou o Número Quatro, Eu não sei como ela Consegue, Esposa de Mentirinha, Os Especialistas, Larry Crowne: O Amor está de Volta, O Preço do Amanhã, Noite de Ano Novo, Padre, Sexo sem Compromisso, Se Beber, não Case! Parte 2, O Ritual, A Saga Crepúsculo: Amanhecer, Parte 1, Transformers 3: O Lado Oculto da Lua, Reféns e A Pele que Habito.
Lista Completa
Ao todo, foram 529 filmes vistos no ano, os quais podem ser facilmente identificados na minha lista pessoal do iMDb. Os filmes Cuba Libre, Mentiras Sinceras e Amanhã nunca Mais vistos durante a Mostra SP não têm cadastro no iMDb e explicam a diferença da contagem oficial para a lista.
No mais, desejo a todos um feliz ano novo de ótimos filmes. Até 2012!

Update: O Submarino na lista dos melhores é o dirigido por Thomas Vinterberg, e não a produção inglesa exibida na Mostra de SP.

Próximo

Grandes Diretores: Michael Mann

Gosto de imaginar Michael Mann como um estusiasmado fã dos faroestes clássicos das décadas de 50 e 60, matando aula com os amigos na sexta-feira para assistir à matinê do ... Read more

Anterior

Um Dia

Um Dia (One Day, Estados Unidos/Inglaterra, 2011). Direção: Lone Scherfig. Roteiro: David Nicholls. Elenco: Anne Hathaway, Jim Sturgess, Patricia Clarkson, Romola Garai. Duração: 107 minutos.Baseado no best-seller de David Nichols, ... Read more

10 Comments on “Agradecimentos, Números e Estatísticas de 2011”

  1. Olá Marcio!
    Adorei o texto introdutório.
    visitei o Cinema com Crítica apenas uma vez para fazer o veredicto da SBBC dos novos membros e percebo que fiz o certo ao dar verde para um cinéfilo com tão bom gosto. Li os textos anteriores para chegar na minha (certeira) conclusão, mas a sua lista pessoal de melhores e piores é um belo balanço.

    Temos muitos títulos em comum nas listas, que dividem até posições iguais. Só o WTF é "A Pele que Habito" nas menções honrosas, só que ao contrário hehe, mas é totalmente compreensível.

    Parabéns pelos rankings.
    Virei leitor!

    Abs!

  2. Parabéns aí, Márcio, por todas as conquistas – IMBD e integração no SBBC. O Cinema com Crítica merece muito… E que, claro, nossa amizade cinéfila e 'blogueira' continue. Que venha mais em 2012!

    Quanto a lista, fico feliz que não tenha sido apenas eu que inclui 11-11-11 como o pior filme do ano. Fiquei incomodado com o modo que empurram uma reviravolta absurda. E finalmente uma lista que não inclui Balada de Amor e Ódio, que apesar dos defeitinhos, acho bastante divertido.

  3. Agradeço em meu nome e do resto da turma do Lumi7
    Parabéns pelo ótimo blog e sucesso multiplicado em 2012
    Bela lista, mas discordo de "A Pele Que Habito" nas menções desonrosas!
    Abraço

  4. Bela lista dos melhores filmes do ano. "Cisne Negro", "Melancolia" e "Meia-Noite em Paris" também estão no meu top 5 dos filmes lançados no Brasil em 2011, o qual é completado por "A Árvore da Vida" e "Um Sonho de Amor".

  5. Ótima lista, gostei bastante dela. Acho que 11-11-11 foi a decepção geral, está figurando em primeiro em todas as listas que vejo. Esse Submarino é o com o Fassbender? Ainda não consegui assistir, mas parece ser um filmaço!

  6. Bem, agradeço a todos os comentários carinhosos acima. Obrigado 🙂

    Já imaginava que A Pele que Habito seria um motivo de discórdia para muitos. Quanto A Balada de Amor e Ódio e Um Sonho de Amor acho filmes ótimos, mas acabei deixando as menções honrosas apenas para filmes 5 estrelas (diferente das desonrosas que têm alguns filmes 2 estrelas decepcionantes).

    Enfim, o Submarino não é do Fassbender (não conhecia esse), mas o dinamarquês de Thomas Vinteberg sobre dois irmãos.

    Abraço a todos.

  7. Caro amigo cinéfilo, parabéns pela grande iniciativa em trazer através do cinemacomcritica um local onde os internautas ludovicenses estão primeiro lugar. Abraços e Boa Sorte em 2012.

    ps. obrigado pela citação.

  8. Márcio, é uma honra ser citado em seu post.

    Parabéns pelo ano novo e pelo Cinema Com Crítica, que nesse 2012 só tem para crescer.

    Quanto as listas, concordo com quase tudo: ri demais com "Se Beber Não Case – Parte II" (sou um fã do cinema trash hiper-vulgar, mesmo se essa segunda parte não brilhou por originalidade) e gostei de "A Pele Que Habito" que revi no Cine Praia Grande.

    Que seja um ano repleto de grandes filmes, recheados com as resenhas do Cinema Com Crítica.

    Abraço!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *